Impermeabilização de Mármores e Granitos

A impermeabilização de mármores e granitos começa antes mesmo da colocação. É isso mesmo!

É pouco comum encontrar profissionais ou empresas que praticam o que chamo de impermeabilização na contra-face da rocha que será assentada. Mas o que é isso?

Após a preparação do contra-piso a rocha (mármore, granito, limestone, etc) que será assentada deve receber de duas a três camadas de impermeabilizante no lado que ficará em contato com o mesmo. A quantidade de camadas vai depender da orientação do fabricante do produto que será usado, da porosidade do material e do risco de úmidade em que o contra-piso está exposto.

Esta etapa é fundamental para previnir o que chamamos de eflorescência e também a absorção de umidade proveniente do agregado de cimento usado no contra-piso que podem levar em alguns casos, meses para evaporarem e na maioria das vezes é inevitável ocasionarem manchas no material instalado.

A segunda impermeabilização, é a impermeabilização da superfície da rocha, ou seja, da face que ficará em contato com o ambiente. Para preservar a característica original da rocha é aconselhável adotar o sistema de impermeabilizãção que age por tamponamento sem criar película e permite a oxigenação do material através de micro-póros, conhecido como: Impermeabilização Hidrofugante ou Óleofugante. O que difere uma da outra é o nível de proteção que o próprio nome já diz.

A utilização de resinas somente é empregada em casos específicos e com estudo técnico prévio, pois pode provocar o sufocamento da rocha causando manchas, além de, alterar considerávelmente a característica natural e estética do material.

Por fim, a terceira etapa da impermeabilização acontece nas juntas entre os ladrilhos. Se esta etapa não for cumprida a rigor, as duas etapas anteriores podem ser anuladas, pois a umidade entrará pela lateral do ladrilho que normalmente tem entre 2,00 e 3,00cm de espessura. Considerando que uma rocha não impermeabilizada pode ser comparada a uma esponja, esta área é mais do que suficiente para que o material absorva a úmidade.

Existem várias opções e marcas de rejuntes no mercado específicos para este tipo de instalação e uma opção não permeável é o rejunte a base de epóxi semi-flexível. No entanto, requer a aplicação por um profissional capacitado, pois uma vez mal executado, pode acarretar inúmeros transtornos e até mesmo provocar uma restauração precoce com abrasivos para elimimar os resíduos que uma vez curados são extremamente difíceis de remover e requerem a utilização de produtos que normalmente afetam o polimento do material.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: